cadeado3 Área do associado - Cadastro

Associado - LOGIN

ABRADIMEX articula esforços para garantir o abastecimento na crise do COVID-19

ABRADIMEX articula esforços para garantir o abastecimento na crise do COVID-19

Ciente da grande responsabilidade social do segmento, a ABRADIMEX criou um Comitê de Atenção à Saúde, integrado pelas lideranças das empresas associadas e pelo presidente-executivo da associação, Paulo Maia, para coordenar esforços no próprio segmento e na cadeia a fim de assegurar o abastecimento do mercado durante a crise do COVID-19.

“Na primeira semana, a crise do novo coronavírus não afetou a distribuição de medicamentos. Atuando em esquemas especiais que uma situação como essa exige, as empresas associadas estão operando a pleno vapor. Estamos unidos para reagir rapidamente a cada mudança de cenário, empenhados para superar os desafios dia a dia”, afirma Luiz Eduardo Branquinho, da Medcomerce, que assumiu no dia 6 março a presidência do Conselho da ABRADIMEX, tendo como vice-presidente Vilson Schvartzman, da Profarma Specialty.

Ele lembra que as empresas associadas à ABRADIMEX respondem por 70% da distribuição de medicamentos de alta complexidade, vitais para o tratamento e a manutenção da vida de pacientes graves. É um segmento essencial para o abastecimento de hospitais, clínicas, fundações de saúde e órgãos públicos. “Nosso trabalho é imprescindível para que médicos e outros profissionais de saúde possam atuar, seja cuidando de pessoas com doenças crônicas que já estavam em tratamento, seja para o atendimento dos pacientes com o novo coronavírus”, destaca Luiz Eduardo.

Segundo ele, o setor está muito empenhado em coordenar esforços, alinhados com as recomendações da Organização Mundial de Saúde e Ministério da Saúde, para cumprir da melhor maneira possível o papel de fazer chegar ao destino medicamentos, materiais médico-hospitalares, nutrição, vacinas e outros insumos. “Trocando experiências e soluções, estamos comprometidos em fazer nossa parte”, afirma.

Comitê de atenção à saúde

O trabalho remoto, para as atividades que o permitem, como funções administrativas e comerciais, foi uma das primeiras medidas. Em geral, só vão para as empresas as equipes que atuam nos depósitos e no transporte. “Estamos restringindo ao mínimo possível o número de pessoas trabalhando presencialmente e dividindo esse grupo em turnos para reduzir o contato. Além disso, todos usam luvas e máscaras. A recomendação também é evitar o uso de transporte público, fornecendo transporte por aplicativo ou veículos alugados. Tudo isso para minimizar o risco de contaminação”, explica Luiz Eduardo.

O executivo garante que, assim como supermercados, farmácias, serviços de saúde, entre outros setores essenciais, a distribuição de medicamentos não vai parar. “As indústrias estão aceitando pedidos normalmente”, afirma. Ele informa ainda que as distribuidoras têm estoques reguladores para um período de 45 a 60 dias, pois estavam prevenidas esperando o reajuste no preço dos medicamentos que o governo vai autorizar em 1o de abril.

O Comitê de Atenção à Saúde da ABRADIMEX também está atento e articulado com o setor de transporte. “Tivemos uma experiência anterior, que foi a greve dos caminhoneiros, que está nos ajudando neste momento difícil. Estamos otimistas de que vamos superar essa crise. Nossos funcionários e todos os envolvidos na cadeia estão conscientes da importância do nosso papel.”

Editora Conteúdo/Abgail Cardoso


  24  Mar  2020 ,
Empresas Associadas
  • Associado 06
  • Associado 04
  • Sem Ttulo 2
  • Associado 09
  • Associado 12
  • Associado 05
  • Associado 01
  • Associado 02
  • Associado 07
  • Logo Associada Expressa
  • Logo Associada 22 04 19
  • Logo Hospinova
  • Logo 4 Bio

    telefone rodape(11) 2385-5860

    endereco rodapeRua Verbo Divino, 2001 | Torre B - Sala 607
    Chácara Santo Antônio - São Paulo/SP

    Cadastre para receber informações da Abradimex:

    ABRADIMEX - Todos os direitos reservados - 2016

    amontano rodape